O que é Flashcard?

Você sabe o que é flashcard? Estudar não é uma tarefa simples ou fácil e nunca foi. Para conseguir estudar, uma pessoa precisa de muito empenho, mas também de um método que a auxilie e que seja, acima de tudo, eficiente.

Por isso, foram criados diversos métodos de estudos que se adequam as necessidades e perfis de cada estudante. Cada um possui sua particularidade e especificação, para que o aluno encontre aquele que se enquadre com sua forma de estudo.


4 Passos Simples para Passar em uma Entrevista de Emprego em Inglês:


Dentre eles, há uma técnica que aumenta a produtividade, o conhecimento e a memorização dos assuntos. Essa técnica, que é conhecida como Flashcard, é considerada a melhor ferramenta de memorização de conhecimentos diversos.

Por isso, o Flashcard é muito usado na aprendizagem para provas de vestibulares e, até mesmo, de concursos públicos. Exatamente por sua característica de fixar os assuntos de uma maneira fácil e rápida.

Portanto, descubra mais sobre os flashcards, suas funcionalidades, benefícios e como funciona a utilização deles. E tudo isso para você verificar se adicionará essa técnica em seus estudos e se ela é pertinente ao que você busca e ao seu tipo de estudo.

O que é Flashcard?

Em sua tradução literal, do inglês, a palavra Flashcard significa “cartão rápido”, ou seja, o flashcard é um cartão de memorização que consistem na utilização da frente e verso de um cartão virtual ou pedaço de papel.

Nesse papel, o estudante irá testar sua memória ao inserir uma pergunta de um lado e a resposta de outro. Assim, ao olhar para a pergunta, ele deve responder prontamente e acertar a resposta, como se apresenta em um lado do cartão.

Para isso, as respostas podem ser compostas de textos, tópicos ou, até mesmo, palavras-chave. Assim como as perguntas também podem possuir qualquer composição. O que importa é que o estudante saiba a resposta prontamente.

Dessa forma, o estudante estará trabalhando a sua memória e a sua capacidade de recuperá-la. Afinal, a memória será reconstruída por meio de fragmentos e a repetição auxilia contra o esquecimento.

Flashcards ajudam em uma memorização mais rápida

Dentre os diversos objetivos de um estudante, um dos principais é memorizar o máximo que puder do conteúdo das disciplinas. No entanto, estudar muitos assuntos e por um período de tempo muito longo não é eficiente.

Inclusive, estudar sem descanso e várias informações diferentes se chama “overlearning”. E essa prática tende a prejudicar os alunos e seu aprendizado em vez de ajudá-los.

Além disso, mesmo que você estude por muito tempo, com o passar do tempo é inevitável acabar esquecendo de algum conteúdo. E, principalmente, dos pequenos detalhes da matéria estudada.

Assim, o estudante precisará novamente estudar o conteúdo, principalmente se ele o utilizar em uma prova de vestibular ou concurso público. No entanto, é impossível descobrir o que especificamente cairá nessas provas, o que faz o flashcard um método adequado.

Os Flashcards na rotina de estudos

Considera-se os Flashcards como um dos melhores métodos de estudo. No entanto, o foco dessa técnica é na revisão e memorização de conteúdos. Portanto, a utilização dos Flashcards precisa ser atrelada a rotina de estudos, e não só usar apenas esse método.

Enquanto você estiver criando os cartões, você já estará exercitando sua memória e sua aprendizagem ao escrever e ler sobre os assuntos. Depois é só os inserir em sua rotina de estudos para sempre manter em sua memória assuntos diversos e essenciais.

Assim, colocar os flashcards na rotina de estudo é fácil e simples. Por esses cartões serem pequenos, você pode levá-los para qualquer lugar e quando estiver, por exemplo, a caminho da escola estudar com os flashcards.

Dessa forma, essa utilização de maneira repentina, rápida e eficiente irá ajudar na memorização de um assunto. Além de ser uma ferramenta que auxilia a melhorar o foco e a concentração do estudante.

No entanto, os flashcards são dinâmicos, por isso, você não deve usar horas da sua rotina de estudo com eles. Usar esses cartões de 30 minutos a uma hora já é suficiente para melhorar a capacidade de memorização e sedimentar informações.

Como estudar com o Flashcard?

Os Flashcards são a melhor forma de revisar um conteúdo e memorizá-lo, por isso precisam ser atrelados a uma rotina de estudos. Dessa forma, com os cartões em mãos, sempre com um lado para uma pergunta e o outro para a resposta, o estudante deve embaralhá-los.

papeis para flashcards
Pedaços de papeis para criar flashcards

Após embaralhar os cartões, separe-os de forma que as perguntas sempre estejam viradas para cima e as respostas para baixo.

Depois, pegue o primeiro cartão e leia a pergunta, você pode pensar um pouco ou responder prontamente, seja em voz alta, por escrito ou mentalmente. Assim, depois de responder, você deverá virar o cartão para verificar se a resposta está correta ou não.

Caso a resposta esteja correta, coloque-a separada em um campo de acertos. Se você tiver errado, deposite seu flashcard em uma pilha de erros.

Faça esse processo de memorização e revisão com Flashcards por até uma hora. Desse modo, ao terminar, verifique se você possuiu mais erros e acertos e reflita sobre quais foram seus erros. Ou seja, você precisa se avaliar para conseguir melhorar.

Portanto, você pode sempre adicionar novos cartões aos que já criou e também estudar todos. De maneira a manter sempre o processo de concretização do saber e da memorização.

Quando terminar esse processo, descanse um pouco sua mente e estude novamente com o flashcard após horas ou no próximo dia. Não se esqueça de não forçar sua mente para não gerar “overlearning” e atrapalhar seu processo de aprendizagem.

Algumas dicas para aproveitar o estudo com Flashcard

Para potencializar seu estudo com o método Flashcard, separamos algumas dicas para você. Para começar a produzir seu Flashcard, defina se você fará um flashcard manual ou usará algum aplicativo/site.

Também, é bom saber se você desejará que seus flashcards possuam imagens ou não. As imagens ajudam a assimilar o conteúdo e a ativar a memória, portanto, é uma boa dica desenhar ou colar uma imagem.

Outra dica é que o estudante não deve esquecer de sempre criar flashcards com temas e matérias diferentes. Além disso, intercalar as diferentes matérias e conteúdos para exercitar sua memória.

Quanto ao tamanho dos flashcards, sempre os faça com um tamanho que você possa manusear e seja simples de transportá-los.  Portanto, seja conciso em suas perguntas e respostas de modo que isso não gere desconforto na aprendizagem.

É essencial que, para que seus estudos fluam, você organize seus horários em relação à frequência e aos intervalos de estudo. Lembre-se que os flashcards são feitos para revisão e memorização, então sua utilização precisa ser rápida e espaçada.

Os tipos de Flashcards

Os flashcards mais famosos e utilizados pelos estudantes e concurseiros são os de pergunta e resposta. Neles, você irá colocar uma pergunta de um lado e a resposta de outro.

Já outro tipo de flashcards são os de completar. Ele se compõe de uma pergunta de um lado e apenas uma palavra-chave do outro. Assim, o estudante precisará completar a resposta a escrevendo do outro lado do cartão.

Por último, há os flashcards verdadeiro ou falso. Esses são mais simples, pois terão uma confirmação em um lado, e apenas “verdadeiro” ou “falso” dou outro. De modo que você precisará apenas responder se aquela afirmação é correta ou errada.

As teorias científicas por trás do Flashcard

A memória humana sempre foi um tema recorrente no meio científico. Principalmente em discussões científicas referentes à quantidade de conteúdos que uma pessoa adquire e se depara diariamente.

Dessa forma, é inviável que alguém consiga sempre se lembrar, principalmente dos detalhes, de algo que foi estudado.  Assim, alguns pesquisadores desenvolveram métodos de estudo que ajudam na memorização e sedimentação de um saber.

Para isso, o mais indicado é estudar com Flashcards, pois essa ferramenta exercita o processo mental de reativação das memórias. Afinal, por meio de uma pergunta, produz-se uma resposta, de modo a gerar uma revisão e avaliação de erros.

Portanto, por trás da criação e utilização dos Flashcards há teorias científicas que embasam esse método e sua eficácia. Conheça-as a seguir.

Curva do Esquecimento

É natural o processo de esquecimento dos seres humanos e ele acontece de maneira progressiva. Assim, esse processo é conhecido como “Curva do Esquecimento”, uma teoria criada por Hermann Ebbinghaus, estudioso da psicologia em testes de inteligência.

Segundo essa teoria, quando aprendemos um assunto novo, rapidamente ele é assimilado. Pois a aquisição do conhecimento passa por um processo crescente nos primeiros dias até atingir seu pico de aprendizagem.

No entanto, esse conhecimento se transforma em uma memória de curto prazo que, em poucos dias, se dissipa em nossa mente. E essa fase decrescente ocorre, principalmente, quando o estudante deixa de estudar o conteúdo que segue em direção de um esquecimento total.

Pelos flashcards instigarem a memória do estudante, esse método mantém o conteúdo sempre ativo. Ou seja, usar os flashcards faz com que a curva do esquecimento seja retida, pois eles mantêm a informação e não a fazem se perder ao longo do tempo.

Afinal, a “curva do esquecimento” ocorre quando uma pessoa permite que um conhecimento seja perdido com o passar do tempo.

Repetição Espaçada

Outra teoria científica atrelada ao método do flashcard é a Repetição Espaçada. Ela é uma técnica de aprendizagem que se baseia nos intervalos de tempo para haver um estudo de um assunto que já foi visto.

Dessa forma, essa técnica sugere que após as 24 horas da aprendizagem do novo conhecimento, sejam feitas revisões. Essas que devem ser de, ao menos, 10 minutos para cada assunto.

Portanto, os flashcards são uma ótima maneira de garantir a repetição espaçada, pois eles evitam o espaçamento psicológico. Ou seja, a repetição espaçada e sua utilização são eficientes em aumentar a aprendizagem e a sua taxa.

Para isso, os flashcards mais recentes devem ser usados com mais frequência, e os antigos com menos frequência.  Assim, o conteúdo será fixado e gravado na memória do estudante de maneira vitalícia.

Sistema Leitner

O sistema Leitner foi criado e introduzido pelo jornalista de ciência alemão Sebastian Leitner na década de 70. Desse modo, o alemão criou um sistema que é amplamente utilizado no método de Flashcard e que complementa a repetição espaçada.

Nesse sistema, os cartões devem ser revisados em intervalos crescentes e separados em dois grupos ou caixas. Ou seja, o estudante deverá classificar os flashcards de acordo com seu conhecimento em cada um.

Assim, ao iniciar o método de estudo com flashcards, o estudante precisa ter duas caixas: a de respostas corretas e respostas erradas. Ao responder a pergunta do cartão, se a resposta estiver correta, deverá ir para a caixa de estudo menos frequente.

No entanto, se a resposta estiver incorreta, deverá ir para a caixa de revisão e o cartão ser repetido mais vezes. De modo que o estudante precisará se atentar mais à caixa de respostas erradas, precisando revisá-las por um tempo maior.

Fenômeno da Reminiscência

O psicólogo inglês Ballard descreveu o Fenômeno da Reminiscência na sua literatura científica pela primeira vez em 1913. O nome desse conceito vem do latim e significa associar, pelo mental, memórias ou recordações.

Por meio de experimentos com meninos de 12 anos, Ballard concluiu que um estudante consegue fixar a matéria depois de um tempo da aquisição do conhecimento. Assim, nos cinco dias após o aprendizado, o Fenômeno da Reminiscência aumentou o poder da memória original.

Muitos achavam que essa fixação do conhecimento ocorria logo quando o estudante o adquiria. Dessa forma, Ballard provou a eficácia do Fenômeno da Reminiscência e de sua teoria de que a informação precisa ser revisada com frequência para não ser esquecida.

No entanto, o Fenômeno da Reminiscência também postula que é necessário descanso para que o conhecimento seja sedimentado. Ou seja, o estudante precisa fazer uma pausa em seus estudos para, depois, repetir novamente o processo de memorização.

Portanto, os flashcards promovem o Fenômeno da Reminiscência por ativarem o conhecimento adquirido. E isso ao recordar informações já vistas e ativar a memorização delas.

A história dos Flashcards

Os Flashcards existem há muito tempo, pelo menos desde o século XIX. No entanto, o primeiro registro da utilização de Flashcards foi o livro Reading Disentangled, do educador inglês Favell Lee.

Nesse livro, datado de 1834, Lee criou um conjunto de flashcards fonéticos voltados para crianças. Ou seja, havia cartas com desenhos, uma palavra correspondente e a primeira letra da palavra e do desenho.

Portanto, esse livro, que funciona como um guia de aprendizagem de idiomas, se concentrou e mostrou a fonética das letras para ensinar as crianças a ler e falar.

Assim, creditou-se a produção do inglês como o primeiro registro de Flashcards existente. No entanto, pouco se sabe sobre quando esse método de aprendizagem surgiu pela primeira vez. Afinal, o papel como conhecemos hoje foi inventado com o surgimento dos livros.

Como eram os estudos antes do papel?

Antes de o papel se tornar um material de escrita barato e facilmente disponível, todos os materiais relativos aos estudos eram escritos em pergaminhos. A produção de pergaminhos era complexa e cara, de modo que poucos conseguiam pagá-los ou ter acesso a eles.

Já nas escolas, os alunos usavam louças ou peças de cerâmica para escrever ou tomar notas. Ou seja, não haviam muitas opções que preservavam a escrita por muito tempo ou que apresentassem muito espaço. Pois um pergaminho era inacessível pelo seu preço.

Assim, outras formas alternativas de escrita foram surgindo. Dentre elas, no século XVIII, os hornbooks ou “livros de chifre”, esses que eram feitos por ardósias de madeira. Assim como possuíam um único pedaço de pergaminho que tinha a proteção de uma camada de chifre de vaca.

hornbooks ou “livros de chifre”
Hornbooks – Imagem: University of Missouri

A história segue até a invenção do papel e sua utilização para a confecção de livros. E desde Reading Disentangled os flashcards se tornaram muito populares e uma valiosa ferramenta de aprendizagem principalmente nos dias de hoje.

Ferramentas para criar Flashcard

Com a modernização de produtos e serviços, esse método de estudo comum e eficaz para memorizar informações, está se tornando eletrônica.

Ou seja, os pedaços de papel estão sendo substituídos por dispositivos eletrônicos ou aplicativos. Esses que oferecem os mesmos recursos ou até mais.  Dentre eles, destacam-se:

Quizlet

O Quizlet foi criado em 2015 e apresenta vários métodos de estudo, incluindo Flashcards. Esse site já possui listas de estudo prontas sobre variados diferentes que estão prontas para estudar.

No entanto, o estudante também pode criar seus próprios flashcards, você só precisa fornecer as informações que deseja.

Goconqr

O Goconqr funciona como o Quizlet. O qual você pode criar seus próprios flashcards ou ter acesso a diversos cartões que já estão prontos.

Para isso, você precisa criar e configurar sua conta de maneira a responder questões pessoais sobre sua série e qual matéria você quer estudar. Assim, o site oferecerá material personalizado de acordo com a necessidade do aluno.

E para criar seu flashcard, é só selecionar “Criar” e depois “Flashcard”. Dessa forma, os flashcards podem ser personalizados com diversas imagens e diferentes fontes de texto.

Flashcards Online

O site Flashcards online, além de gratuito, é completamente intuitivo e em 4 passos, você já conseguirá criar e salvar seus cartões em PDF. Para isso, você só precisa clicar no botão “Start now” e inserir as informações necessárias.

Cram

Outra opção para a criação de flashcards é o Cram. Anteriormente, esse site tinha o nome de Flashcard DB, mas o que mudou foi apenas o nome. Pois o processo de criação de flashcards continua rápido e eficaz.

Além de criar seu próprio flashcard, o site dá a opção de o estudante procurar cartões já prontos de temas e matérias específicas.

Canva

Canva é uma plataforma de designer parcialmente gratuita na qual você pode fazer e criar todo o tipo de designer de maneira online, fácil e rápida. Inclusive criar flashcards.

Para isso, você só precisará selecionar o template que mais agrada e começar a criar seus flashcards. Você pode inserir as informações que desejar, fazer o upload de imagens ou adicionar as disponíveis pelo próprio site.

Além disso, há a opção de personalizar as cores e fontes para qual você quiser. Quando você estiver satisfeito com o designer final, é só fazer o download do arquivo e, se quiser, imprimir.

Anki

Uma das opções mais famosas para quem deseja criar flashcards virtuais é o Anki. Ele é um aplicativo disponível nas lojas oficiais dos dispositivos móveis e possui versão para computador. Dessa forma, o interessado precisará instalá-lo para poder utilizá-lo.

Assim, o estudante irá usar esse programa para memorizar e estudar o que desejar. Desde idiomas, poemas e músicas até conteúdos de prova. E essa memorização é feita por meio de textos, áudios e fotos, ou seja, o que o estudante considerar que facilita sua memorização.

Além disso, a comunidade de usuários compartilham seus flashcards uns com os outros. No entanto, o aluno consegue criar seus próprios flashcards de maneira totalmente gratuita.

Fora essas opções que apresentamos, há diversas outras para a criação de flashcards ou estudo de cartões já prontos. No entanto, cabe ao estudante decidir se irá usar uma forma online ou se prefere produzir seus próprios flashcards.

Qual for a opção escolhida, os flashcards são um ótimo método de estudo que auxiliam na aprendizagem de um conteúdo. E, mais do que isso, funcionam ajudando na memorização de matérias para provas de vestibular ou concursos públicos. Bons estudos!



Gostou deste conteúdo?
Então, receba mais conteúdos de inglês em seu e-mail:


Carioca, estudante de Direito, servidora pública e apaixonada por vídeo games, tecnologia e cultura pop em geral. Tenho como hobbies consumir e produzir conteúdos relacionados a esses temas que me interessam, e adoro passar horas adquirindo conhecimento sobre os assuntos que mais gosto, tanto que mantenho um canal no Youtube sobre games há 4 anos. Meu contato com inglês vem de longa data, quando notei que para ter acesso a todo um universo de informações, dominar a língua era fundamental.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui