Logo do app EDapp
EDapp - Divulgação

Sendo uma plataforma de microaprendizagem, o EDapp conta com bastante aplicações dentro do setor empresarial e treinamento de equipes. No entanto, a ferramenta também pode ser uma importante aliada na hora de estudar a língua inglesa, através dos seus custos gratuitos, criados através de parcerias com marcas conceituadas, a exemplo da imponente British Council.

Quer saber como aprender inglês como o EDapp? Então continue acompanhando o nosso conteúdo. Neste artigo, abordamos diversas funcionalidades da plataforma, como ter acesso aos cursos, e muito mais. Acompanhe!


Como Aprender Inglês com Música:


O que é o EDapp?

Antes de entender como aprender inglês online com EDapp, é importante compreender o que é essa plataforma em si. Nesse caso, o EDapp é uma plataforma de microaprendizagem, sendo um sistema de gerenciamento de aprendizagem, onde é possível criar, personalizar e também implantar conteúdos de treinamento interativo.

Ele é muito utilizado, por exemplo, por empresas durante os treinamentos das equipes, mas se adequa perfeitamente também a usuários comuns. Para isso, o serviço dispõe de cursos prontos e personalizáveis, capazes de atender as mais variadas necessidades do usuário.

Além disso, há a ferramenta de criação de cursos, permitindo construir os próprios cursos em tempo real. Tudo isso é possível graças ao apoio da inteligência artificial AI Create, que facilita bastante todos os processos de construção.

Como aprender inglês com EDapp?

Sendo uma plataforma de microaprendizagem, é possível aprender a língua inglesa através dos cursos gratuitos que ficam disponíveis no EDapp, além das aulas também gratuitas.

No geral, esses materiais abordam tópicos básicos, intermediários e avançados, como inglês escrito, vocabulário, técnicas de comunicação efetiva, etc. Assim, são projetados para possibilitar um aumento das habilidades em inglês, preparando os usuários para uma conversação mais aperfeiçoada, seja causalmente ou no trabalho.

O cadastro no EDapp

Para ter acesso aos cursos gratuitos da biblioteca EDapp, é preciso inicialmente inscrever-se gratuitamente na plataforma. Essa é a primeira etapa a se cumprir, garantindo a total visualização dos conteúdos. Veja o passo a passo simples:

  • 1º passo – acessar o site oficial da plataforma;

O EDapp fica disponível através do site oficial.

  • 2º passo – clicar no botão “Inscrever-se gratuitamente”;

Uma vez dentro do site, basta clicar no botão de inscrição no canto superior direito da tela.

  • 3º passo – inserir os dados para o cadastro

Agora, é a hora de inserir os dados solicitados, que são o e-mail, senha, nome do usuário e o número de telefone. Nesse caso, vale lembrar que a senha deve ter no mínimo de 8 caracteres, sendo que um deles deve ser um número ou caractere especial; mais uma letra maiúscula e uma letra minúscula.

  • 4º passo – Falar um pouco mais sobre você e sua empresa

Como mencionado, o EDapp foi desenvolvido justamente para os treinamentos dentro da empresa, embora seja possível o acesso por usuários comuns. No entanto, para finalizar o cadastro é preciso informar o nome e porte de uma empresa; indústria (área de atuação); o que melhor descreve o usuário; e a região de atuação.

Como acessar a biblioteca de cursos EDapp?

Uma vez cadastrado, fica muito mais simples ter acesso aos cursos EDapp. Isso porque existem agora dois caminhos possíveis. Acompanhe!

Pela home do site

  • 1º passo – Sem ainda estar logado, basta entrar no site do EDapp e clicar no botão “Produto”, que fica no canto superior esquerdo;
  • 2º passo – Em produtos, é só clicar em “Biblioteca de cursos editável”;
  • 3º passo – Assim que entrar na página, clique no botão “Explore a biblioteca de cursos”;
  • 4º passo – Agora é só procurar pelo curso desejado, podendo ser manualmente ou pela barra de pesquisa. Basta inserir a palavra “English” e clicar em pesquisar;
  • 5º passo – Quando encontrar o curso de inglês mais apropriado, é preciso clicar sobre ele e depois no botão de “visualização” ou de “Auto-inscrição”, indicando que ele será feito pelo próprio usuário;
  • 6º passo – Iniciar a sessão no EDapp, inserindo os dados de acesso; ou então dar início a realização do curso, caso tenha clicado em “visualização”.

Logando na plataforma

Outra opção é logando diretamente na plataforma.

  • 1º passo – Acessar o site EDapp e clicar no botão “iniciar sessão”;
  • 2º passo – Escolher o modo de acesso como administrador;
  • 3º passo – Realizar o login, informando o e-mail e a senha cadastrados;
  • 4º passo – Já na plataforma, clicar em “Conteúdos” (canto superior esquerdo da tela) e depois em “Course library”, que é a biblioteca de cursos;
  • 5º passo – Pesquisar por “English” e escolher o curso desejado.

Os cursos de inglês EDapp

A biblioteca de cursos EDapp é bastante variada, abrangendo categorias como agricultura, automotivo, saúde, bem-estar, design digital, educação, ambiental, alimentação e hospitalidade, direitos humanos, gestão e liderança, etc.

E os cursos de inglês fazem parte dessa biblioteca, mesclando-se entre essas categorias. É justamente por isso que uma das melhores formas de encontrar esses materiais é através da busca pelo termo “english”, que ajuda a reunir que ajuda a reunir tudo em uma só pesquisa.

Vale lembrar que esses são cursos gratuitos e totalmente editáveis. Assim, é possível não apenas visualizar, mas também atualizar o texto, adicionar os próprios slides ou então renomear todo o material. Tudo isso, é claro, facilitado com a ferramenta de autoria sem código do EDapp. Veja os destaques para quem quer aprender inglês!

Inglês para Freelancers: Primeiros Passos

O curso Inglês para Freelancers: Primeiros Passos foi criado em parceria com a gigante British Council. Para quem não sabe, essa é uma instituição pública do Reino Unido, e responsável por difundir a língua inglesa ao redor do mundo. Em termos práticos, ela cumpre um papel similar ao instituto Miguel de Cervantes para o espanhol ou ao instituto Camões para a língua portuguesa, entregando cursos, realizando provas de proficiência, etc.

Dentro da EDapp, a instituição colabora com a criação de alguns materiais, exemplo desse curso em específico, formado por 16 lições. Vale lembrar que ele abrange os módulos 1 a 4 de um curso mais longo, que é o Inglês para Freelancers.

Nesse caso em específico, o objetivo do material é preparar os usuários que querem entrar no mercado freelancer e está em busca de vagas de trabalho no mercado internacional ou aumentar a rede de clientes.

Assim, o curso ensina uma linguagem bastante útil dentro desses cenários, ajudando a desenvolver maneiras de lidar com fatores ligados à comunicação, freelancing, currículo, e utilização de plataformas de destaque no mercado.

Inglês para Freelancers

Outra opção destacável é o curso completo Inglês para Freelancers, também desenvolvido pela British Council. Nesse caso, ele traz uma abordagem completa sobre a temática, totalizando 49 lições. Durante sua execução, é possível aprender temas como:

  • Lidando com os problemas de comunicação nas chamadas de vídeo
  • O que faz um freelancer
  • Vocabulário relacionado ao freelancing
  • Linguagem para participações em reuniões, interromper ou fazer sugestões
  • Como negociar os prazos e pagar
  • Como falar sobre a sua experiência
  • Introdução ao Upwork
  • Como escrever propostas sob medida
  • Linguagem para recusar um trabalho ou para renegociar prazos
  • Linguagem para realizar apresentações e dicas de como se apresentar com confiança
  • Idioma e dicas para as entrevistas em vídeo
  • Linguagem para navegar e também resolver problemas
  • Dicas de como continuar melhorando o inglês no trabalho
  • Dentre outras

Sendo completo, o curso é direcionado para os usuários de domínio intermediário da língua inglesa, uma vez que possui um pouco mais de dificuldade em seus materiais.

Curso de Inglês

Criado pela Sociedade Árabe para Treinamento e Desenvolvimento, o Curso de Inglês apresenta um nível básico, e é formado por uma lição. A base do material é um quiz de perguntas, onde é preciso simplesmente seguir as interações das tela ou clicar nas setas indicativas para navegar entre os 10 slides do curso.

Inglês para iniciantes

Outra opção similar a anterior é o curso Inglês para iniciantes, desenvolvido em parceria com a English Class MN. Ele oferece também uma lição, disposta em 6 slides na tela, focada na prática de escuta.

Curso inglês (nível 1)

O Curso inglês (nível 1) é uma criação da ExciteEd, sendo formado por 3 lições ao todo. Ele apresenta 380 palavras do vocabulário da língua inglesa, tendo seu foco realmente na revisão do vocabulário.

Como estudar inglês sozinho?

Como observado, o EDapp oferece boas opções de cursos de inglês gratuitos para utilizar. De todo modo, a aprendizagem eficiente de uma nova língua meta é fruto de uma união de esforços e estratégias.

Ou seja, além de acompanhar os materiais da plataforma, é importante utilizar também outros métodos de estudo, maximizando os resultados de absorção dos conteúdos.

Se você prefere estudar sozinho, vamos deixar aqui também algumas dicas de ouro para intensificar o seu domínio do inglês. Acompanhe!

Usar seus dispositivos eletrônicos a favor

Estudar não é uma tarefa fácil, e a procrastinação sempre bate na porta, atrapalhando a obtenção dos resultados desejados. Um dos grandes vilões desse roubo de atenção é justamente o smartphone e as redes sociais.

A dica, portanto, é tornar a utilização desses dispositivos, inclusive nas horas de estudo, mais um importante aliado. E acredite, trata-se de uma solução bem simples. Isso porque basta alterar o idioma dos sistemas operacionais para o inglês.

Ao fazer isso, os momentos de descontração também passam a fazer parte dos períodos de estudo, mesmo que indiretamente. Televisão, notebook, tablet, smartphone em si, aplicativos e streamings, todos podem e devem integrar essa estratégia.

A ideia é justamente manter um contato mais direto com o inglês, e de quebra aprender palavras e termos novos no dia a dia mesmo, aumentando o vocabulário. Esse é um meio simples e eficiente ainda de treinar o cérebro dentro da língua meta.

Assistir filmes, séries e vídeos em inglês

Seguindo a mesma intenção da dica anterior, outra forma de estudar sozinho e obter mais resultados é assistindo a vídeos, filmes e séries em inglês. Com a expansão dos streamings, esses são conteúdos cada vez mais em alta, sendo difícil não ter afinidade ao menos com alguma das produções de marcas como Netflix, Prime Video, Disney, Max, etc. Assim, utilizar esses momentos de lazer e descontração a favor faz realmente toda a diferença no fim das contas.

A dica é acompanhar as obras tanto com o idioma quanto com a legenda em inglês, ampliando ainda mais a percepção do cérebro frente a essa língua. Durante esse processo, são muitas as internalizações realizadas.

Isso acontece porque há o acompanhamento de diálogos na linguagem nativa, o que permite aprimorar as habilidades de escuta (listening); observar as palavras dentro do seu contexto; entender mais detalhadamente a pronúncia correta que as palavras possuem; internalizar as estruturas gramaticais utilizadas; e muito mais.

Desenvolver o hábito de estudar

Criar um hábito de estudos é um dos maiores desafios até chegar a fluência na língua inglesa, ou qualquer outro novo idioma. Afinal, esse não é um processo tão curto assim, e demanda organização e foco para maximizar os resultados.

Nesse caso, a dica é justamente desenvolver esse hábito através de uma boa rotina de estudos, distribuída ao longo dos dias da semana. Seja através dos cursos da EDapp ou outra plataforma, assistindo séries, videoaulas, etc. esse processo de aprendizagem deve ser incluído na rotina diária.

Ter cuidado na hora das traduções

O método de tradução de conteúdos ainda é utilizado por muitos alunos durante os seus estudos de inglês. No entanto, a forma como muito realizam essa atividade é bastante errônea.

O que acontece é que traduzir palavra por palavra não é nada interessante do ponto de vista de compreensão da língua em si. Afinal, o ideal é focar realmente no todo das frases e estruturas, que é o que realmente ajudará a internalizar o novo idioma.

Além do fator das palavras em isolado terem uma assimilação mais complicada, é preciso levar em consideração que nem tudo tem tradução literal de um idioma para o outro. Ou seja, nem toda palavra do inglês conta com sua correspondente no português, e vice-versa.

Ouvir músicas em inglês

Outra maneira de estudar sozinho em casa, e deixar as habilidades de listening em dia, é através da escuta de músicas em inglês. Essa é uma forma bastante prazerosa de desenvolver a compreensão oral.

As músicas permitem ainda uma ampla variedade de práticas envolventes de estudo. É possível, por exemplo, tentar reproduzir as pronúncias das frases, treinando a oralidade em si.

Assim, da mesma forma que as séries, filmes ou a simples troca do idioma nos dispositivos, essa é uma maneira de trazer o inglês para a vida cotidiana, e utilizar as ferramentas disponíveis a seu favor.

Ler em inglês diariamente

A leitura em inglês também deve fazer parte dos planos de estudo cotidianos, uma vez que ela contribui bastante para o desenvolvimento geral do domínio da língua meta. Pequenas produções por dia já são o suficiente para ajudar a treinar o cérebro nessa atividade.

Dentro desse contexto, a leitura contribui para a memorização das grafias das palavras, estruturas das frases, amplia o vocabulário, etc. E quando ela é feita em voz alta, permite ainda melhorar a oralidade e escuta, servindo como treino para a pronúncia dos termos.

Praticar a conversação

Os adultos, sem dúvidas, sentem muito mais dificuldades em demonstrar seus pontos fracos e vulnerabilidades. Assim, quando ainda não tem um bom domínio do inglês, tem medo de se expor e mostrar que ainda está em desenvolvimento e aprendendo o novo idioma. No entanto, esperar apenas para quando tudo estiver perfeitamente alinhado, apenas atrasará esse processo.

A dica é realmente perder o medo de conversar, e praticar bastante a conversação com outras pessoas. Sempre que houver uma oportunidade, é importante aproveitar e colocar o que já sabe em prática.

Os diálogos, é claro, não necessariamente precisam ser longos e super desenvolvidos. A ideia é simplesmente soltar a língua, e acostumar o corpo e o cérebro com essas interações.

Amigos ou conhecidos que já dominem o inglês ou realmente sejam nativos, outros estudantes que estejam em fase de aprendizado, etc. todos podem contribuir para esse treino inserido na vida real.

Pesquisar em inglês

Com o advento da internet, o acesso à informação se tornou cada vez mais simples e rápido. Assim, quem estuda sozinho também pode utilizar essa questão como mais um ponto a favor.

Ao invés de dedicar horas assistindo memes ou vídeos curtos aleatórios, esse tempo se torna muito mais produtivo quando preenchido com pesquisas em inglês, que podem ser em blogs, sites, etc. A ideia é procurar por temas que se tenha afinidade, e acompanhar os conteúdos unindo esse lazer com uma forma eficiente de estudo.

Considerações finais

Como foi possível observar, o estudo do inglês pode acontecer unindo diversas estratégias e metodologias. Assim, o EDapp, através de seus cursos, oferece uma boa base complementar, que pode e deve ser aperfeiçoada com outras formas de imersão na nova língua meta.

Gostou do conteúdo? Aproveite sua visita ao nosso site para conferir muitos outros materiais similares e conhecer outras plataformas como a EDapp.



4 Passos Simples para Melhorar sua Pronúncia em Inglês:


Carioca, estudante de Direito, servidora pública e apaixonada por vídeo games, tecnologia e cultura pop em geral. Tenho como hobbies consumir e produzir conteúdos relacionados a esses temas que me interessam, e adoro passar horas adquirindo conhecimento sobre os assuntos que mais gosto, tanto que mantenho um canal no Youtube sobre games há 4 anos. Meu contato com inglês vem de longa data, quando notei que para ter acesso a todo um universo de informações, dominar a língua era fundamental.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui